Como poupar dinheiro: 13 Maneiras práticas para alcança-lo

Como poupar dinheiro: 13 Maneiras práticas para alcança-lo

cómo ahorrar dinero: 13 Maneras practicas para alcanzarlo.

Como poupar dinheiro: 13 Maneiras práticas para alcança-lo

Poupar dinheiro pode ser sinónimo de “impossível” para algumas pessoas, principalmente para quem nunca criou esse hábito.

Neste post vou dar algumas dicas sobre como poupar dinheiro. Mas, acima de tudo, ajudar-te-ei a descobrir que não é difícil nem muito menos impossível, se tiveres disciplina e força de vontade para melhorar a tua vida financeira.

Primeiro, é preciso entender como podemos poupar dinheiro, depois é indispensável mantermos o rigor até alcançar as nossas metas financeiras.

Vou partilhar convosco a minha experiência, já que para mim foi complicado entender a expressão “poupar dinheiro”.

Cada vez que este assunto vinha à superfície dizia e pensava: “mas que raio poupar, se o dinheiro apenas chega para pagar as despesas”.

Mas, nunca sequer tive o trabalho de o entender.

Um dia ouvi dizer que assim como pagamos os serviços de consumo como: a água, luz, gás, etc. Devemos considerar o rubro “poupar dinheiro” como mais um consumo.

Pensei é verdade. Se os serviços de consumo fazem parte do meu orçamento familiar, então porque não considerar o rubro das poupanças.

A partir daí, entendi que é possível “poupar dinheiro”, ainda que ganhes pouco, acredita que podes criar esse hábito.

Mas, é preciso mentalizar as poupanças como uma despesa. Só assim, conseguirás amealhar.

Como poupar dinheiro: 13 Maneiras práticas para alcança-lo

 

1.- Começa por amealhar é a melhor forma de poupar dinheiro

Recordo ver um porquinho em casa como mealheiro. É sem dúvida a melhor forma de poupar dinheiro.

É o primeiro passo a dar!

Mas atenção, quando digo porquinho é uma força de expressão. Não tens de sair a comprar um, podes usar um pote ou até mesmo um envelope para pôr o dinheiro.

Estabelece uma quantia específica e coloca-o no teu mealheiro todos os meses.

Se diz que deveria ser 10% do teu salário, mas se não podes então avança com 5%.

E, se achares que é muito, então começa por amealhar um euro todos os dias.

Assim, no final do mês terás 30 euros, e no final do ano 360 euros.

Repara, o importante é começar a poupar e a criar o hábito.

Depois, se consegues amealhar mais do que um euro, então sobe a parada para o dobro ou para uma quantia que possas cumprir e mantém a constância.

Quanto mais amealhares, maior será as poupanças no final do ano.

2.- Estabelece metas financeiras

Abre uma conta poupança para que ganhes ainda mais.

Alguns países de Europa como Portugal, as contas poupanças não estão a gerar juros. Mas, em alguns países de América do sul, sim é rentável ter uma conta poupança.

Se vives em algum país de Europa, onde a conta poupança esteja a dar zero de lucro, então começa a investir na bolsa de valores.

O mesmo que vivas em qualquer um destes continentes, podes aplicar a metade do que amelhaste numa conta poupança e a outra metade para investir na bolsa de valores ou em qualquer outro investimento que renda juros.

Hoje em dia existem plataformas para investir na bolsa, incluso desde teu telemóvel e com pouco investimento.

Por isso, é importante estabelecer metas financeiras e usar as poupanças para que o dinheiro comece a trabalhar para nós.

3.- Gasta menos do que o habitual

Se trabalhas opta por levar o almoço de casa, ao invés de ir ao restaurante todos os dias.

Não é difícil, só tens de te organizar e gerir o teu tempo para pôr as mãos na massa e confecionar o teu almoço.

Se decidires levar o almoço, pensa também em levar o lanche. Já que a soma dos dois irá significar menos 140 euros por mês na tua carteira, isto se gastares 5 euros pelo almoço, e 2 euros para o lanche durante cinco dias.

Levar o almoço de casa, é uma ótima opção. Assim saberás o que estás a comer e ainda estarás a poupar.

4.- Acaba com os maus hábitos e corta com as pequenas despesas

Presta atenção nas coisas que compras por exemplo; já pensaste quanto gastas em cigarros. Se compras pelo menos dois maços por semana, estarás a gastar por ano mais € 470,00.

Se tens o hábito de consumir dois cafés por dia, estarás a desembolsar mais € 100,00 por ano.

E, se ainda gastas 1 euro todos os dias para comprar raspadinhas, no final do ano terás gasto 360,00 euros.

Se somamos tudo isto, terás desembolsado a quantia € 930,00 por ano.

Incrível verdade!

Também podes aprender a reduzir as despesas. Por exemplo, se costumas ir ao restaurante todas as semanas, então opta por ir uma vez por mês. Não precisas de eliminar por completo, mas é preciso sermos criteriosos na hora de reduzir as despesas.

Pode não parecer mas, se aprendemos a controlar as pequenas despesas, elas nos trará grandes poupanças.

Mas isso, depende de ti em reduzir as despesas e deixar os vícios, que para além de ser daninho para tua saúde também te afetará muito economicamente.

5.- Aprende a tirar proveito do teu cartão de crédito

Podes tirar grande proveito do cartão de crédito se utilizares de forma correta.

Atualmente existem vários tipos de cartões de crédito, tens o cartão de milhas aéreas, para quem viaja regularmente. Existem os cartões que oferecem descontos, a quem faz compras habitualmente, entre outros.

Escolhe conforme as tuas necessidades. Mas, presta atenção aos termos e condições do cartão, para evitar problemas futuros .

Como já disse, ter um cartão de crédito é muito útil, principalmente quando precisamos de fazer alguns pagamentos ou até mesmo levantar dinheiro a crédito.

Mas, isso vai depender do tipo do cartão, do plafond e da forma de pagamento. De qualquer forma o que te recomendo é que tenhas muito critério na hora de usá-lo, e quanto ao pagamento escolhe o 100%, já que desta maneira evitas de pagar juros.

6.- Renegocia teus pacotes de serviços

Atualmente existem no mercado várias operadoras de telecomunicações em Portugal, que oferecem diferentes alternativas.

No entanto, deverás ter em conta o período de fidelização de teu contrato. Isto quer dizer, que enquanto estiveres nesse período não poderás cambiar de operadora. O que podes fazer é renegociar outras alternativas, nomeadamente um novo pacote que vá ao encontro das tuas expectativas.

Ora, se estás no fim de teu contrato, então estarás livre para negociar e/ou cambiar de operadora, se assim, o entenderes e se for mais vantajoso para ti.

Faz uma simulação com as outras operadoras, e vê se o que te oferecem te satisfaz.

De seguida contacta a tua operadora e tenta renegociar com as mesmas condições que te oferece a concorrência (isto no caso que não queiras cambiar de operadora). Eles, normalmente não querem perder os seus clientes, e aceitam essas condições, incluso até oferecem melhores pacotes.

7.- Compara preços antes de comprar

Antes de comprar, analisa e compara. Com a internet a nossa disposição, podemos rapidamente saber quanto custa um produto em diferentes lugares e o preço mais em conta.

Utiliza os sites que temos a disposição para comparar preços, desta maneira estarás a poupar tempo e dinheiro.

8.- Evita as comissões bancárias

Antes de abrir uma conta bancária, analisa e compara os preçários das comissões e manutenção de conta de cada banco.

A opção de termos a conta ordenado no banco de nossa escolha, é uma ótima forma de evitar gastar dinheiro com as comissões que os bancos cobram.

9.- Como poupar água e luz

É preciso sermos um pouco criativos e engenhosos para poupar água em nossa casa. Põe em prática estas dicas hoje mesmo, que para além de contribuir com a tua carteira, também contribuís com o meio ambiente.

Como poupar água

– Enquanto lavas os dentes, fecha a torneira. Usa um copo.

-Enquanto esperas que saia a água quente do duche, coloca um recipiente para encher e aproveita essa água (pode ser para sanita por exemplo).

– Enquanto te ensaboas, fecha a torneira.

– Toma banho de duche e não de imersão. É menos água que se gasta.

– Cada vez que utilizes a máquina de lavar roupa, espera até teres roupa suficiente para uma máquina completa. Não só evitarás ter de lavar várias vezes, senão que estarás a poupar detergente, água, eletricidade e tempo. O mesmo aplicasse para a máquina de lavar loiça.

– Mantém todas as torneiras bem fechadas sempre. Fica atenta a qualquer fuga, se for o caso arranja-o de imediato.

– Se tiveres de lavar loiça a mão. Enche o lava-loiça com água e sabão e depois abre a torneira para enxaguar rapidamente.

– Habitua-te a dar a leitura de todos os teus serviços. Assim, poderás controlar o consumo e o que gastas na fatura em todos os serviços.

Como poupar luz

– Troca as lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes, que para além de serem mais eficientes e amigas do ambiente, ajuda-nos a reduzir na fatura de energia.

– Desliga as lâmpadas dos espaços que não estás a usar.

– Antes de abrir o frigorífico, pensa no que vais tirar ou colocar. É preferível abrir a porta por um período longo do que abrir várias vezes por períodos curtos. Pois, esta última irá aumentar no consumo energético.

– Não coloques alimentos quentes no frigorífico, espera até que arrefeçam. Do contrário, também irá aumentar o consumo diário de energia.

– Verifica se fechaste bem a porta.

Regula o termostato, no inverno deverá estar mais perto dos 4°. No verão poderás aumentar entre 2° e 3° (como é meu caso). Mas, isso depende do teu termostato e da zona onde vives.

– Programa o monitor do teu portátil ou computador para se desligar automaticamente quando não o utilizes.

– Evita usar vários aparelhos elétricos ao mesmo tempo.

– Desliga a panela 10 minutos antes de o prato estar pronto. Assim aproveitas o calor residual da placa. Isto, funciona tanto para o fogão elétrico como a gás.

Compra eletrodomésticos com etiquetas entre A+ e A+++.

Mas, se pões em prática estas dicas já estarás a poupar algumas centenas de euros.

10.- Antes de comprar pensa

Não compres algo só porque está na moda ou porque as tuas amigas também têm.

Se bem é certo, devemos aproveitar as promoções e descontos para comprar, mas só o que realmente precisas, não compres só porque está em promoção. Evita as compras por impulso.

Compra apenas, o que podes e o que realmente necessitas e que sabes que vais a usufruir.

11.- Se a tua situação financeira se fragilizar. Pede ajuda

Qualquer pessoa pode perder o emprego, ninguém está imune a esta situação.

Se isso acontecer, procura imediatamente falar com as instituições credoras expõe o teu caso e negocia um plano de pagamentos ajustado a tua situação.

Podes mesmo beneficiar de um período de carência, o que significa que pagarás apenas os juros.

E, mesmo que não percas o emprego e notares que tens dificuldades em cumprir com os teus compromissos. Igualmente fala com as instituições onde tens os teus créditos.

Não deixes de pagar, pois só, conseguirás acumular mais dívidas por causa dos juros de mora e ser-te-á mais difícil sair dela.

Encontrar uma solução só beneficia ambas as partes.

12.- Investe o teu dinheiro onde investes o teu tempo

Por exemplo se és coach, investe em um curso de alta performance sobre isso. Ou, se és fotografo, então investe na tua máquina fotográfica.

13.- Paga-te primeiro a ti!

Como disse o Robert Kiyosaki, paga-te primeiro a ti quando recebas o teu salário.

Mas, não significa gastar o dinheiro, senão colocar uma parte do teu salário pré-estabelecida todos os meses como um objetivo.

Da mesma forma, em que pagamos por débito direto, também podemos automatizar essa quantia no banco e direcioná-la para a conta poupança.

Como vês poupar dinheiro não é um bicho de 7 cabeças, tudo depende dos teus hábitos, analisa como vives e evita gastos desnecessários.

Isto não quer dizer, deixar de viver, mas é preciso teres claras as tuas prioridades e agir sobre ela.

Também é necessário teres um orçamento familiar, senão for o caso, é indispensável elaborar um.

Desta maneira poderás visualizar as receitas e despesas mensais, por forma a seguir essas prioridades ou otimizá-la.

Imagem: pixabay.com

Se achaste interessante este artigo, partilha. Assim, mais pessoas saberão. Como poupar dinheiro: 13 Maneiras práticas para alcança-lo.

Obrigada!

 

 

The following two tabs change content below.
Indira Alva

Indira Alva

Este proyecto surgió cuando estaba buscando una fuente de ingreso extra, quería hacer algo diferente y por internet. Encontré varias formas de hacerlo, pero lo que me motivó a crear este blog, es que haciendo lo que más te gusta junto con el deseo y la pasión lo puedes concretizar. Por eso decidí compartir contigo, todo lo que estoy aprendiendo. No soy bloguera ni tampo problogger, soy apenas una persona que quiere concretizar su sueño y que te puede ayudar a concretizar el tuyo también.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *